Segurança do Trabalho em Pequenas e Médias Empresas

 Em Assessoria em Segurança do Trabalho

A segurança e saúde do trabalho é uma área de extrema importância. Isso porque, além de proteger a integridade dos colaboradores, ela também contribui para que os negócios não sofram por perda de produtividade, evitem gastos com indenizações ou, até mesmo, tenham a sua reputação manchada. Mesmo desenvolvendo um papel fundamental, é comum que alguns empregadores pensem que esta área deve ser priorizada apenas em grandes corporações – o que faz com que a segurança do trabalho em pequenas e médias empresas seja esquecida ou pouco trabalhada.

Gastos - Segurança do trabalho em pequenas e médias empresas

Custos altos são apenas uma das consequências de não investir em segurança e saúde do trabalho

A lista de acidentes de trabalho mais comuns no Brasil é apenas uma das provas de que o porte do negócio não é um fator determinante na hora de colocar as exigências da segurança do trabalho em prática – já que a grande maioria dos acidentes é mais comum do que se possa imaginar.

Segundo um ranking divulgado pelo Ministério da Previdência Social, os acidentes mais comuns são as quedas, choques contra objetos, golpes provocados por ferramentas, cortes e fraturas. Ou seja, problemas que podem acontecer a trabalhadores tanto de grandes, quanto de pequenas e médias empresas.

Mas como a segurança do trabalho em pequenas e médias empresas deve ser implantada?

O comprometimento do empregador é o primeiro passo fundamental para que a segurança do trabalho em pequenas e médias empresas seja implantada e, mais do que isso, apresente resultados para o negócio.

Isso acontece por vários motivos e o primeiro deles está ligado ao investimento. Em pequenos e médios negócios, o responsável ou dono do empreendimento acompanhará de perto todo valor investido na adoção das medidas necessárias, seja no que diz respeito à capacitação de seus profissionais, na aquisição de equipamentos de segurança ou na elaboração de documentos. Devido a esse fator financeiro, se não houver um real comprometimento do empregador, a implantação das determinações da segurança e saúde do trabalho irá falhar logo no início.

Outro motivo que requer todo o empenho por parte dos empregadores é o fato de que, em muitos casos, ele próprio terá que buscar pelas melhores soluções para o seu negócio. Ou seja, ele terá que identificar as necessidades de seus funcionários e buscar a informação para implantar todas as medidas fundamentais para a segurança e saúde do trabalho.

É válido lembrar também, que o exemplo passado pela liderança da pequena ou média empresa irá impactar diretamente os seus colaboradores. Sendo assim, se nem o próprio empregador acreditar e focar nas medidas prevencionistas, dificilmente a sua equipe de funcionários irá priorizar esses fatores em suas rotinas de trabalho, o que nos leva ao segundo passo fundamental para implantar a segurança do trabalho em pequenas e médias empresas: a mudança da cultura.

Promover a mudança de atitudes é sempre um desafio. Porém, nesse caso, é um desafio que precisa ser enfrentado e superado. Para isso, é fundamental que haja uma mudança de cultura dentro da empresa, que incentive diariamente o trabalhador a preservar pela sua saúde e segurança, o que só será possível se ele tiver o exemplo positivo da liderança e colegas de trabalho, a informação e conhecimento necessários e contar com todo o equipamento indispensável para a realização de suas atividades.

O que não pode ficar de fora da segurança do trabalho em pequenas e médias empresas

Ter o comprometimento do empregador e dos empregados é fundamental para que a segurança do trabalho em pequenas e médias empresas seja efetiva, mas não é suficiente. Há outros fatores que precisam providenciados, que são:

Capacitação

Para que as atividades sejam realizadas de forma segura, é preciso que os profissionais passem por cursos de capacitação e, depois, de reciclagem. Só assim, será possível garantir que eles tenham toda a informação necessária para evitar os riscos e acidentes de trabalho.

EPI’s e EPC’s

O fornecimento de equipamentos de proteção é obrigatório indispensável

Os equipamentos de proteção individual e coletiva são indispensáveis para manter os colaboradores protegidos durante a realização de suas atividades e é fundamental que as empresas forneçam todos os objetos necessários para preservar a saúde e integridade física de sua equipe.

Documentação

Os documentos ajudam a prever os riscos aos quais os trabalhadores estão expostos e fazer o controle dos acidentes. Por isso, é fundamental que toda empresa tenha elaborado o PCMSO e o PPRA.

SESMT e CIPA

Dependendo do número de empregados registrados, as empresas devem contratar técnicos em segurança do trabalho e outros profissionais especializados em segurança do trabalho, para formatar o SESMT, assim como deve constituir e Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), conforme as determinações previstas nas normas regulamentadoras 4 e 5, respectivamente.

Conte com a Ballardin Engenharia

Em empresas que ainda não atendem as exigências determinadas por lei, falar sobre a segurança do trabalho pode assustar. Afinal, o assunto é muito sério, pode ter impactos fatais tanto para a empresa quanto para as vidas envolvidas na realização das atividades e requer alguns investimentos e mudanças.

A boa notícia, no entanto, é que as pequenas e médias empresas não precisam passar por essa fase de mudança sozinhas. Muito pelo contrário, elas podem contar com o apoio de profissionais especializados no assunto, como a equipe da Ballardin Engenharia, que ajuda as empresas durante todo o processo de adaptação, apresentado as medidas exigidas, criando soluções personalizadas e implantando as ações necessárias!

Com 15 anos de atuação, nossa empresa elabora dos documentos exigidos pelo MTE, fornece mais de 40 cursos online, presenciais e semipresenciais e fornece um serviço de assessoria, fundamental para empresas que precisam implantar ou aprimorar a área de segurança do trabalho.

Entre em contato e saiba mais como a Ballardin Engenharia pode contribuir com a segurança do trabalho em pequenas e médias empresas!

Posts recomendados

Deixe um comentário

cursos de reciclagem em segurança do trabalho