As 10 profissões mais perigosas do mundo

 Em Acidentes de Trabalho

Existe uma infinidade de profissões no mercado. Com o tempo, algumas vão deixando de ser necessárias, enquanto outras vão surgindo para atender as demandas da população. Apesar das mudanças trazidas pelo tempo, uma coisa é certa: cada tipo de trabalho possui as suas próprias especificidades, desafios, vantagens e desvantagens.

Leia também: 
– Número de mortes por acidente de trabalho volta a crescer no Brasil 
– Treinamentos são ferramentas importantes para o sucesso empresarial 
– Como a consultoria em segurança do trabalho pode contribuir com a sua empresa
– Segurança do trabalho em pequenas e médias empresas 

Algumas profissões, por exemplo, são mais perigosas que outras. Não é por acaso que existem os adicionais de risco, que são um “bônus” acrescido ao salário das pessoas que trabalham expostas à insalubridade e periculosidade.

Normalmente, essas carreiras, que apresentam maiores riscos à saúde, integridade e até à vida dos trabalhadores, costumam ser mais supervisionadas. Afinal, embora, os cuidados com a saúde e segurança do trabalho sejam obrigatórios a todo tipo de empresa, aquelas que envolvem atividades de maior risco precisam ficar mais atentas a essa área, fazendo o controle das tarefas e ambientes de trabalho, promovendo treinamentos e realizando exames para checar se o funcionário está apto a realizar tal função.

Recentemente, uma empresa de São Paulo especializada em Segurança do Trabalho fez um levantamento e apontou algumas das profissões mais perigosas para os profissionais. Confira quais são elas, descubra se a sua está nessa lista e saiba como realizar a sua atividade de forma mais segura:

Eletricitários

Uma das profissões mais perigosas do mundo é a de eletricistaColaboradores que atuam em empresas que trabalham com o fornecimento e produção de energia elétrica estão constantemente expostos ao risco de sofrer uma eletrocussão. E o cenário dessa profissão se torna mais grave se considerarmos que os acidentes relacionados a esse tipo de trabalho podem ser fatais e levar à morte imediata do profissional.

NR: A NR-10 é a norma regulamentadora que determina as medidas de controle e sistemas preventivos, a fim de garantir a segurança e saúde dos trabalhadores que, de alguma forma, atuam com sistema de eletricidade e instalações elétricas.

Trabalhadores da construção civil

Todos os anos, os índices mostram que a área da construção civil está entre as que mais registram acidentes de trabalho no Brasil e não é por acaso: os profissionais que atuam nesse ramo, exercem suas atividades em lugares altos, são expostos a agentes químicos e ao sol excessivo, bem como atuam com máquinas de corte e solda. É natural que, com tantos fatores de riscos envolvidos, a profissão possua altos índices de acidentes e mortes (entre 2012 e 2018 foram 97 mil), principalmente, quando os trabalhadores não estão devidamente treinados e informados.

NR: Várias normas regulamentadoras estão relacionadas à área da construção civil. A NR-18, que determina a implantação de medidas de controle e sistemas preventivos de segurança nos processos, nas condições e no meio ambiente de trabalho na indústria da construção, é a mais importante. Porém, há outras essenciais para garantir a proteção e correta realização das atividades dos trabalhadores dessa área, como a NR-6 dos equipamentos de proteção individual; a NR-8 sobre padrões de edificações; NR-12 sobre o uso de maquinário; e a NR-35 sobre segurança nas alturas.

Operadores de máquinas de metalurgia

Profissionais que trabalham com qualquer tipo de maquinário estão sujeito ao risco de perder ou ferir gravemente os membros do corpo por manusear indevidamente ou sem proteção tais equipamentos. Porém, aquelas que atuam no ramo metalúrgico ainda estão expostos ao calor e aos fumos metálicos.

NR: A norma regulamentadora mais importante para essa área é a NR-12, que tem como objetivo garantir que as máquinas e equipamentos dos ambientes de trabalho sejam seguros para o uso do trabalhador. Para isso, essa NR passa a orientação completa sobre o transporte, instalação, utilização, manutenção e até mesmo sobre a eliminação desses equipamentos ao final da sua vida útil.

Profissionais que trabalham no esgoto

Pessoas que trabalham no esgoto estão constantemente expostos a agentes biológicos e, consequentemente, a contrair uma série de doenças. Além disso, elas passam grande parte do tempo em espaços confinados, onde os meios de entrada e saída são limitados e normalmente há pouca ventilação e oxigênio.

NR: Uma série de medidas preventivas deve ser adotada por profissionais que atuam nesse ramo, uma delas inclui a capacitação na NR-33, que estabelece os requisitos mínimos para identificar, reconhecer, avaliar, monitorar e controlar os riscos existentes nos espaços confinados, bem como garantir permanentemente a saúde e segurança dos trabalhadores que atuam nestes ambientes.

Motoboys

Motoboy trafegando em uma ruaAs motocicletas são naturalmente meios de locomoção perigosos, afinal, em caso de acidentes, elas não oferecem proteção alguma aos seus pilotos e passageiros. Os riscos aumentam quando é necessário ficar sobre as duas rodas ao longo de todo o dia, exposto ao trânsito caótico, condições climáticas e imprudência de outros motoristas.

NR: Embora não exista uma NR específica para esse tipo de trabalho, existem cursos de direção defensiva que passam todas as informações para dirigir de forma atenta e evitar acidentes diante das mais diversas situações do dia a dia.

Mineradores

Os trabalhadores que atuam em mineradoras convivem diariamente com uma série de riscos, entre eles, os que se destacam são a exposição à poeira de sílica e o contato direto com explosivos utilizados para a detonação das rochas.

NR: A norma regulamentadora mais importante para esse tipo de trabalho é a NR-22, que tem como objetivo garantir os preceitos a serem observados na organização e no ambiente de trabalho, a fim de tornar o planejamento e o desenvolvimento da atividade mineira segura aos seus trabalhadores.

Profissionais que trabalham em frigoríficos

Os trabalhadores que atuam em frigoríficos manipulam constantemente equipamentos perfurocortantes, que podem trazer sérios riscos aos membros superiores, se não forem manipulados corretamente. Além disso, eles precisam ingressar em câmaras frigoríficas diversas vezes ao longo do dia, o que se caracteriza como uma situação de insalubridade.

NR: a NR-36 é uma das mais recentes. Ela estabelece um padrão de qualidade para a avaliação, controle e monitoramento dos riscos existentes nas atividades de abate e processamento de carnes e derivados. Por meio desse padrão, essa norma regulamentadora garante mais segurança, saúde e qualidade de vida para os colaboradores desse setor, estabelecendo os requisitos mínimos para a realização de suas atividades.

Funcionários da indústria química

Os funcionários da indústria química manipulam constantemente agentes químicos utilizados para a preparação de solventes, tintas e vernizes. Além do risco inerente a esses produtos, os trabalhadores dessa área ainda estão expostos à queimaduras e explosões, uma vez que esses materiais são altamente inflamáveis.

NR: Várias NR’s estão relacionadas aos trabalhadores da indústria química. Entre elas, uma que mais se destaca é a NR-20, que estabelece regras específicas a fim de garantir a segurança e saúde no trabalho no que diz respeito ao uso de substâncias inflamáveis e combustíveis.

Frentistas

Bombas de combustível em um posto de gasolinaOs profissionais que atuam abastecendo veículos em postos de gasolina convivem diariamente com diversos tipos de riscos diferentes. Um deles é a exposição ao benzeno, uma substância existente nos combustíveis que é altamente cancerígena. Outro risco relacionado à essa profissão é o contato do combustível com a pele, que pode causar ressecamento e queimaduras. Por fim, não podemos deixar de falar sobre os riscos de incêndios e explosões que qualquer posto está sujeito a sofrer, caso as medidas de proteção sejam negligenciadas.

NR: Dentre todas as NR’s relacionadas ao trabalho dos frentistas, duas se destacam: a NR-20 que, como falamos anteriormente, estabelece as medidas seguras de trabalhos que envolvem substâncias inflamáveis e combustíveis; e a NR-16, que descreve os procedimentos seguros para os trabalhos e operações que apresentam periculosidade.

Profissionais da área da saúde

Devido ao contato direto com os pacientes contaminados, os profissionais da área da saúde estão constantemente sujeitos a contraírem doenças infectocontagiosas, como HPV, sarampo, caxumba, viroses, tuberculose, aids, etc.

NR: Existe uma norma regulamentadora específica para esse tipo de trabalho: a NR-32, que estabelece as diretrizes básicas para implementação de medidas de proteção à segurança e saúde dos trabalhadores em serviços de saúde.

E, então? Na lista das profissões mais perigosas do mundo consta a sua? Se sim, não deixe para agir mais tarde! Exija que a sua empresa forneça o treinamento necessário para a realização de suas atividades e se você for empresário, não brinque com a vida de seus colaboradores! Forneça todo o suporte e informação necessária para que eles atuem em segurança.

Precisa de ajuda para capacitar sua equipe? Acesse a nossa plataforma EaD para conhecer todos os nossos cursos ou entre em contato para receber mais informações sobre os nossos serviços.

Posts recomendados

Deixe um comentário

Homem segurando EPI, importante para evitar acidentes de trabalho